O que você procura
você está no Hosp Niteroi D'Or
Hosp Badim
Hosp Bangu
Hosp Barra D'Or
Hosp Caxias D'Or
Hosp Copa D'Or
Hosp Esperança Olinda
Hosp Esperança Recife
Hosp Israelita
Hosp Niteroi D'Or
Hosp Norte D'Or
Hosp Oeste D'Or
Hosp Quinta D'Or
Hosp Rios D'Or
Hosp São Marcos
HOSPITAL SANTA LUZIA
Mudar hospital

Notícias Científicas


21/05/2015 - Tromboembolismo Pulmonar: Dilemas Diagnósticos e Terapêuticos numa Emergência


Autores: LUDMILLA DA ROCHA FREITAS VIEITAS, BERNARDO PEREIRA LIMA DE FIGUEIREDO, PATRICIA GARCIA ROMUALDO, LEONARDO BRANCO SARTORE, ANNIBAL SCAVARDA, HUGO ANDRADE SANTOS, CARLOS AUGUSTO ZOMMER,  PABLO MACHADO BORELA, LEONARDO BAUMWORCEL e PEDRO GUILHERME MANES ROTHMAN


Hospital Caxias D’Or, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
 
Introdução: O tromboembolismo pulmonar é uma doença com apresentação clínica variável desde casos assintomáticos até casos que se apresentam com morte súbita. A presença de disfunção ventricular direita é uma apresentação incomum nesta patologia, sendo considerada a principal causa de óbito nos casos de embolia pulmonar maciça.
 
Relato de Caso: Homem, 36 anos, procurou o serviço de emergência com história de dispnéia progressiva nas últimas 03 semanas associada a dor torácica pleurítica e tosse seca . Negava dispnéia paroxística noturna, edema em membros inferiores ou febre. Dor em membro inferior esquerdo há duas semanas. História patológica pregressa : embolia pulmonar há cerca de 9 meses, com uso de anticoagulante oral por cerca de 6 meses, sem uso de anticoagulação no momento. Negava outras comorbidades. Ao exame físico: taquipnéia leve, sem esforço, regular estado geral. AR : MVUA sem RA. RCR 2t BNF sem sopros FC 74 bpm PA: 160 – 90 mmhg. ECG sem alterações. Angiotomografia computadorizada de tórax evidenciando trombo em tronco da artéria pulmonar, além de comprometimento de artéria segmentares. Ecodoppler venoso de membros inferiores com trombose venosa profunda em veia poplítea direita. Ecocardiograma com disfunção ventricular direita e PSAP de 70 mmhg. Iniciada anticoagulação com heparina , sendo internado em ambiente de terapia intensiva. Permaneceu estável hemodinamicamente durante a internação, recebendo alto assintomático com anticoagulante oral e investigação em curso para trombofilia.
 
Discussão: Mais de 50 % dos casos de embolia pulmonar apresenta trombose venosa concomitante, por isso que nos casos sem instabilidade hemodinâmica esta pode ser a única investigação a ser feita para fechar plano terapêutico. A elevação dos níveis de pressão da artéria pulmonar ocorre quando pelo menos 30 a 50 % do leito arterial pulmonar são ocluído por êmbolos, ocasionando sobrecarga pressórica e disfunção ventricular direita, o que deve ter ocorrido neste caso. A hipotensão, ou seja, a instabilidade, ocorre devido à falência ventricular direita. No caso em questão, não houve instabilidade hemodinâmica, além de o paciente ter uma apresentação tardia, optando-se por anticoagulação e pela não adoção da terapia de reperfussão.